Fio de Ariadne: Janeiro 2016

16 janeiro 2016

(Feliz) 2016!


Sempre que chega o fim do ano fico com a sensação de ter esquecido alguma coisa: de ter abraçado alguém, ter ligado, dito "obrigada", "você é importante pra mim", "não foi nada", "precisa de ajuda?". Talvez não seja apenas uma sensação. O mais provável é que eu de fato tenha me esquecido de algumas dessas coisas. Então, para este ano novinho, cheio de páginas pra colorir e escrever, eu desejo paz, saúde, amor... mas sobretudo que não esqueçamos do outro. Que não fique nenhum abraço ou agradecimento para trás. Que não falte um sorriso para quebrar o gelo e começar uma amizade, perdoar um tropeço ou simplesmente dizer "estou aqui, conte comigo".

Que não nos faltem gentilezas, nem compaixão, nem tolerância, nem grandezas. A grandeza de entender e respeitar as diferenças, de partilhar privilégios e de perceber que, sim, temos muitos deles. Que em 2016 a gente reclame menos, agradeça mais!

Que uma tal vida online seja mero instrumento para a vida real, ao vivo, repleta de pessoas pra curtir e adicionar, de bons momentos pra compartilhar e memes divertidos pra viver. E que, mesmo diante de tanta fartura, não nos percamos de nós mesmos. Haja o que houver, a nossa essência esteja lá, firme, forte e cada vez mais independente de opiniões e influências externas.

Desejo, enfim, um 2016 de verdades, doçuras e presenças. O "feliz" que costumamos escrever antes do número será simples consequência.

PS: Este post vale um abraço. Pessoalmente.
💜