Fio de Ariadne: De cara limpa

16 maio 2014

De cara limpa

"Só não se perca ao entrar no meu infinito particular." 
 Marisa Monte/Carlinhos Brown/Arnaldo Antunes


Gosto de me arrumar. Cabelo, roupa, acessórios, maquiagem. Mulherzinha dos pés à cabeça. Mas nem sempre é assim. Existe o dia do não. Há dias em que parecer bonita não importa. Hoje vou assim: vestida de mim mesma, de cara limpa, sem disfarces ou esconderijos. Todos nos movemos diariamente no esforço de parecer mais interessantes. Cansa. Leva energia. Hoje eu me poupo. Quem não gosta do que vê que feche os olhos. Ou, então, os curiosos que aproveitem e me olhem, inspecionem, analisem minha versão mais genuína. Nem sempre ela é assim, escancarada. Aprendi com a vida a me guardar pra permanecer inteira. A quem quiser ver, um alerta: talvez você não goste do que vai encontrar, mas pode ser que se encante. O bruto muitas vezes é mais interessante que o lapidado. Questão de gosto, percepção ou até de momento. E o meu momento é este: despida de qualquer disfarce, sem muros, mas também sem estradas. Quem quiser conhecer este mundo particular que se achegue. Não garanto a satisfação do passeio, mas prometo mostrar mais que a monotonia de estar sempre arrumada e bem resolvida.

Nenhum comentário :