Fio de Ariadne: Quem vai fazer a faxina no meu coração?

07 setembro 2010

Quem vai fazer a faxina no meu coração?


Está tudo limpo. A casa, a louça, as roupas. A cama está feita, os armários arrumados. As contas estão pagas, a despensa cheia. Falta organizar a bagunça do meu coração. É que ele não sabe se ama ou se ignora, se espera ou vai-se embora, se apazígua ou se apavora. Há tempos eu queria um coração desses que nem liga para o que se passa lá fora. Um coração alienado, desocupado, do tipo que só bate por bater. Fazer o quê? Nasci assim, com este coração bobo, que se alegra e se entristece por tão pouco, que insiste em saltitar por quem nem me olha. Um coração torto, remendado, que vive fazendo puxado pra caber mais alguém. Fora dele, está tudo ajeitado, mas aqui dentro, ai Deus, que bagunça em má hora! Quem há de querer uma moça de casa arrumada e coração agitado, confuso, sambado? Que não sabe se o fecha ou se enamora?

Quem, afinal, vai fazer a faxina no meu coração?