Fio de Ariadne: Jornalisticamente Incorreta

11 março 2010

Jornalisticamente Incorreta

Seguindo uma dica do meu querido e sempre professor Leo Cunha, quero deixar claro que alguém foi Jornalisticamente Incorreta muito antes de mim. Na verdade, acho que, se a questão for saber usar a subjetividade nos textos certos, há todo um histórico de jornalistas jornalisticamente incorretos. Ótimo isso, não é mesmo? Mas, sejamos justos: o fato é que Marilene Felinto, ex-cronista da Folha, já exteriorizou o termo em seu livro, Jornalisticamente Incorreto, publicado em 2000. Ele reúne as crônicas da autora publicadas entre 1997 e 1999 na Folha de S.P. Marilene se auto-intitulou jornalisticamente incorreta, devido à sua resistência em render-se às regras dos manuais de redação e estilo, tão utilizados pelos jornalistas. Em suas crônicas, assim como eu neste blog, é possível, sem receios, ser livre.

Vale a dica:



Jornalisticamente Incorreto
Marilene Felinto
Editora Record
362 páginas

Nenhum comentário :